IDR-PR apresenta melhoramento genético da mandioca de mesa no Show Rural 2024

Secretario da Agricultura Norberto Ortigara em feira Show Rural 2023 Foto Gilson Abreu/Aen

Além das cultivares de feijão e soja, da agricultura familiar, das energias renováveis e das discussões envolvendo a pecuária, principalmente a leiteira, o IDR-Paraná leva ao Show Rural 2024 uma nova apresentação sobre a mandioca de mesa, uma das culturas em que o Paraná tem grande representatividade no cenário nacional.

A diversidade edafoclimática do Estado dificulta a adaptação de cultivares de mandioca. Também são poucas as áreas que plantam alguma cultivar de mesa registrada no Ministério da Agricultura (MAPA). Para reverter este quadro, o IDR-Paraná possui vários clones promissores, como os produzidos em 2013, 2014, 2015 e 2016, que estarão expostos no Show Rural. Além disso, avalia outros dez clones em dez locais representativos, comparando-os com cultivares crioulas, o que pode expandir algumas iniciativas.

O IDR-PR também mapeia as curvas de cozimento de cada clone da mandioca de mesa para recomendar as cultivares mais adaptadas para cada região e quais devem ser plantadas para que o produtor possa atender o mercado durante o ano todo. A previsão é lançar, em dois ou três anos, novas cultivares que atendam os produtores nas várias regiões do Paraná.

A mandioca de mesa, também chamada de aipim, foi plantada em 19,6 mil hectares em 2022 no Paraná. O Estado é um dos líderes nacionais nesse segmento, com Valor Bruto de Produção (VBP) de R$ 615 milhões provenientes da produção de 399,4 mil toneladas.

SHOW RURAL – O Show Rural de Cascavel é uma das maiores feiras do agronegócio da América Latina. O Governo do Paraná apoia o evento e participa do dia a dia com orientação técnica e o sistema de financiamento. Além disso, diversas secretarias aproveitam a vitrine do evento para apresentar novidades para o público. No ano passado a feira registrou 384.122 visitantes, recorde de público. Foram movimentados R$ 5 bilhões em negócios (financiamentos, contratos, parcerias e compras) para modernização do campo e dos sistemas de produção.

Não é permitida a reprodução deste conteúdo.