Diretoria da Coamo cobra secretário de Estado sobre trevo de acesso ao parque industrial da cooperativa

A diretoria da Coamo recebeu recentemente a visita do Secretário de Estado de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, em reunião na sede da cooperativa com presenças de diversas lideranças, como prefeitos e vereadores da Comunidade dos Municípios de Campo Mourão (Comcam), além do deputado estadual Douglas Fabrício.

PROJETO – Na reunião, o secretário apresentou o estágio das reivindicações referente à duplicação das rodovias PRC-487 e PRC-466, que ligam Campo Mourão a Guarapuava. Os diretores executivos da Coamo, Antonio Sérgio Gabriel (Administrativo Financeiro) e Rogério Trannin de Mello (Comercial) cobraram do secretário estadual as obras do trevo de acesso no parque industrial da cooperativa em Campo Mourão, cujo projeto, custeado pela Associação Comercial e Industrial de Campo Mourão (Acicam), foi devidamente aprovado pelos órgãos estaduais competentes e protocolado junto ao governo do Estado em 23 de janeiro de 2020.

RELEVÂNCIA – “O governador entendeu o pleito da Coamo e autorizou sua execução, mas o projeto ainda está na fase de estudos. Esta obra é muito importante e o trecho é utilizado para o recebimento e escoamento da safra e dos produtos que saem das nossas indústrias e vão para o porto de Paranaguá, sendo necessária principalmente neste momento em que iremos colocar em prática o novo plano diretor com a construção de uma nova indústria – etanol de milho – e aumentará o fluxo de caminhões e movimentação nas rodovias. Aguardamos agilização por parte do governo para atendimento da nossa reinvindicação”, explicaram os diretores Rogério Trannin de Mello e Antonio Sérgio Gabriel.

As lideranças locais e regionais presentes na reunião reiteraram a importância das obras para o desenvolvimento da região e que as melhorias nas rodovias irão tornar o trecho mais seguro e com melhor fluxo de tráfego, principalmente na época de escoamento de safra quando ocorre um grande movimento de caminhões carregados com grãos. “Nossa região é extremamente importante para a produção agrícola do Estado e aqui temos a sede da maior cooperativa agrícola da América Latina, de onde saem grandes volumes de produtos para os mercados nacional e internacional”, afirma o prefeito de Campo Mourão, Tauillo Tezelli.

EIXO – A duplicação do trecho da rodovia que liga Campo Mourão a Pitanga faz parte do chamado eixo Y, que liga Guarapuava a Pitanga com pista dupla e de Pitanga a Campo Mourão e Pitanga a Mauá da Serra, com melhorias e terceiras faixas. Segundo Sandro Alex, esta obra vai definitivamente integrar o Paraná, atrair indústrias e facilitar a logística, além de preservar vidas e dar mais segurança aos usuários dessa rodovia. Ele se comprometeu em agilizar os pedidos da Coamo e das lideranças para o atendimento das reivindicações.

Não é permitida a reprodução deste conteúdo.