Sete pessoas morreram em queda de avião em Minas Gerais

Na manhã deste domingo (28), um acidente aéreo abalou a tranquilidade da zona rural de Itapeva, Sul de Minas. O Corpo de Bombeiros confirmou a morte de sete pessoas após a queda de um monomotor no bairro Monjolinho, por volta das 10h30. Os peritos da PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais) estão empenhados na identificação das vítimas que estavam na aeronave.

Moradores da região relataram ter avistado o monomotor “se partindo no ar” durante um voo sobre a área, em meio a condições climáticas adversas, caracterizadas por chuvas intensas e fortes ventos. O local do acidente está sob intensa busca num raio de 400 metros, onde partes da aeronave se espalharam pelo solo.

Até o momento, foram confirmadas sete mortes, sendo dois homens e uma mulher, cujas identidades não foram reveladas. A aeronave, identificada como PS-MTG e fabricada em 1996 pela Piper Aircraft, partiu do aeroporto Estadual de Campos dos Amarais, em Campinas, e caiu enquanto sobrevoava Itapeva.

De acordo com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave estava registrada como de serviço aéreo privado e não possuía permissão para realizar táxi aéreo. Apesar disso, sua situação para aeronavegabilidade era considerada normal. Após a queda, investigadores do SERIPA III (Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), órgão regional do CENIPA (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), foram deslocados do Rio de Janeiro para conduzir a ação inicial da investigação.

Com informações da Record Minas

Não é permitida a reprodução deste conteúdo.