Prazo do Desenrola Fies é prorrogado para 31 de agosto

Com pouco mais de 22% das dívidas já negociadas pelo país, o prazo do Desenrola Fies foi adiado para 31 de agosto.

O programa do governo federal oferece descontos de até 99% para aqueles beneficiários do Fies que já se formaram e não conseguem pagar a dívida do financiamento estudantil.

Antes, a data limite seria nesta sexta-feira (31), mas o governo decidiu adiar o prazo por mais três meses porque menos de 23% do público esperado concretizou as negociações.

Além disso, foi levada em conta a situação dos gaúchos, que enfrentam os impactos das enchentes. No Rio Grande do Sul, menos de 27% dos que se encaixam nas regras aderiram ao Desenrola Fies.

A iniciativa vale para os contratos firmados até 2017, sem registro de pagamento em 30 de junho de 2023. Os descontos na negociação podem chegar a 99% no valor da dívida e a 100% nos juros.

Para limpar o nome, é preciso procurar a Caixa Econômica Federal ou o Banco do Brasil – tanto pelo aplicativo quando presencialmente.

O Desenrola Fies é realizado por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que calcula mais de 1 milhão de estudantes que se enquadram nas regras do programa.

O Fies foi criado em 2001 para financiar os custos de universidades particulares a estudantes que não têm condições de arcar com as despesas. Depois que se forma, o ex-estudante passa a pagar o financiamento.

Ao repostar nosso conteúdo, dê os devidos créditos.