Paraná tem média de uma denúncia de exercício ilegal da medicina por dia

A Comissão de Defesa do Ato Médico do Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR), criada em março deste ano, já recebeu 100 denúncias de exercício ilegal da profissão até agora. Foram 70 relatos por e-mail e 30 por WhatsApp. Além disso, são 15 processos de fiscalização ativa em andamento.

Outro levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM), divulgado em março deste ano, apontou que no Paraná, de 2020 a 2023, foram registradas 201 ocorrências do gênero, resultado de 69 processos ingressados no Poder Judiciário e 132 boletins de ocorrências.

A Polícia Civil do Paraná, de 2012 a 2023, contabilizou 314 inquéritos de exercício ilegal da medicina, o quarto maior número entre os estados.

Ao repostar nosso conteúdo, dê os devidos créditos.