Julgamento que pode cassar Moro é antecipado em 11 dias

O julgamento que pode cassar o cargo do senador Sergio Moro (União Brasil) foi antecipado para 8 de fevereiro pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná. Antes, estava marcado para acontecer no dia 19. O parlamentar é acusado de prática de abuso de poder econômico na pré-campanha eleitoral de 2022. O julgamento começa neste dia mas pode se estender ou ter pedido de vista. Serão seis desembargadores que vão estar no julgamento. Em caso de empate em 3 a 3, o presidente vota.

Não é permitida a reprodução deste conteúdo.