Jovem atacada com soda cáustica em Jacarezinho deixa UTI

Isabelly Aparecida Ferreira Moro, de 23 anos, vítima de um ataque com soda cáustica na cidade de Jacarezinho, no Norte Pioneiro do Paraná, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário (HU) de Londrina neste domingo (2).

Após 12 dias internada em estado grave, a jovem apresenta sinais de melhora e respira sem a ajuda de aparelhos. No entanto, ela segue internada no HU em um leito de enfermaria e ainda não tem previsão de alta.

O ataque aconteceu no dia 22 de maio, na saída da academia da vítima. Isabelly engoliu a substância química, o que causou queimaduras graves em sua boca e agravou seu estado de saúde.

A suspeita do crime, Débora Custódio, de 22 anos, foi presa dois dias depois. A Polícia Civil a indiciou por tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Segundo a investigação, Débora teria agido motivada por ciúmes, já que Isabelly é ex-namorada de seu atual companheiro, que também está preso.

A defesa de Débora contesta o indiciamento por tentativa de homicídio, alegando que o crime se trata de lesão corporal e que a motivação seria uma “série de humilhações e provocações” por parte da vítima. A defesa também solicitará exames de sanidade mental para atestar se Débora tinha consciência dos seus atos no momento do crime.

Imagens feitas pouco após o ataque mostram a vítima desesperada após ser atingida:

Ao repostar nosso conteúdo, dê os devidos créditos.