Conmebol não vai mais exigir teste de Covid-19 em suas competições

Nesta sexta-feira (05), a Conmebol anunciou o fim dos testes obrigatórios de Covid-19 nas partidas das copas Libertadores, Sul-Americana e Recopa, mas continuará sendo necessário o esquema de vacinação completo.

A decisão foi anunciado em Assunção pela entidade, após especialistas médicos “concluírem que já existem condições para adotar esta medida”. No entanto, o fim da obrigatoriedade dos testes representa “a aplicação do esquema de vacinação completo contra a Covid-19”, segundo as exigências sanitárias de cada país.

A Conmebol deixou nas mãos da equipe médica de cada clube a responsabilidade de acompanhar a vacinação e o estado de todos os integrantes da delegação. Até então, uma delegação de até 55 pessoas deveriam ser submetidos a um teste no país de origem para os jogos de Libertadores, Sul-Americana e Recopa.

As delegações visitantes e locais também deveriam realizar o teste 72 horas antes da partida. A exigência valia para os árbitros, oficiais da partida e antidoping, médicos, operadores, entre outros.

Se um caso positivo for identificado, a recomendação da Conmebol é que seja “imediatamente” informado ao departamento médico. A Comissão Médica da Conmebol será “a única responsável por aprovar ou rejeitar a solicitação de alta” assinada pelo médico da equipe.

Jovem Pan

Tags

Fique conectado

Coloque o seu melhor e-mail e receba nossas atualizações