Carlos Bolsonaro presta depoimento na PF

Carlos Bolsonaro chega à Polícia Federal para depor (Crédito: AFP)

O vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (Republicanos), prestou depoimento nesta terça-feira (30) na sede da Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. O filho do ex-presidente Jair Bolsonaro publicou, na rede social X (antigo Twitter), que o motivo do depoimento foi uma postagem feita por ele no ano passado. Carlos Bolsonaro ficou cerca de 40 minutos na PF e não deu nenhuma declaração à imprensa.

Na rede social, o vereador afirmou que falaria sobre uma suposta ameaça ao ex-presidente Jair Bolsonaro e não sobre a operação da Polícia Federal que investiga o uso da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), para espionagem ilegal.

Nessa segunda-feira (29), Carlos Bolsonaro foi um dos alvos de uma ação da PF, desdobramento da Operação Vigilância Aproximada, deflagrada na última quinta-feira (25), que investiga uma organização criminosa que teria se instalado na Abin com o intuito de monitorar ilegalmente autoridades públicas e outras pessoas de interesse.

Segundo as investigações da PF, Carlos Bolsonaro fazia parte do núcleo político que monitorou indevidamente “inimigos políticos” e buscou informações sobre investigações relacionadas aos filhos do então presidente Jair Bolsonaro. Isso teria sido feito junto com o chamado núcleo de alta gestão da PF, comandado por Alexandre Ramagem, que era diretor da Abin na época. Ramagem foi alvo da operação na semana passada.

Os investigados podem responder pelos crimes de invasão de dispositivo informático alheio, organização criminosa e interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei.

Com informações da Agência Brasil

Não é permitida a reprodução deste conteúdo.