Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Acusado de matar enteada tem julgamento adiado no Paraná

O julgamento de Everson Cilian, de 54 anos, acusado pela morte de sua enteada Andréa Rosa de Lorena em 2007, foi adiado pela Justiça do Paraná. Inicialmente o Júri estava programado para ocorrer nesta quarta-feira (15) em Campina Grande do Sul, onde o processo está em curso.

A denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR) aponta que Everson teria cometido o crime junto com sua então esposa, Tânia Melo Becker de Lorena, mãe da vítima. Tânia, que permaneceu foragida por 17 anos, foi presa no último sábado (11) em Marilândia do Sul, no Vale do Ivaí.

Os promotores argumentam que Everson e Tânia buscavam obter a guarda do filho de Andréa, uma criança de cinco anos na época do ocorrido. Ambos são acusados de homicídio triplamente qualificado. A nova data já foi marcada e o julgamento deve acontecer no dia 23 de maio, às 9h, no fórum de Campina Grande do Sul.

PLANTÃO DE INFORMAÇÕES

Aconteceu algo e quer compartilhar? Envie para nós!

Estamos nas redes sociais
Coloque o seu melhor e-mail e receba nossas atualizações

Ao repostar nosso conteúdo, dê os devidos créditos.