Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Chuvas no RS podem impactar colheita e obrigar Brasil a importar arroz e feijão, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou em uma entrevista na terça-feira (7) que as chuvas recentes que atingiram o Rio Grande do Sul podem ter um impacto significativo na agricultura, possivelmente levando o Brasil a ter que importar arroz e feijão.

Ele explicou que as chuvas podem ter atrasado a colheita no Rio Grande do Sul, e se for necessário para equilibrar a produção, o Brasil pode ter que importar esses grãos para garantir que os preços sejam compatíveis com o que o povo brasileiro pode pagar.

Lula mencionou que o preço dos grãos já estava sendo discutido pelo governo federal antes das tempestades que afetaram a região nos últimos dias. Ele disse que teve uma reunião com os ministros Paulo Teixeira e Carlos Fávaro sobre o preço do arroz e do feijão, pois estavam caros.

O presidente também observou que o argumento até então era de que a área plantada estava diminuindo e que havia o problema do atraso da colheita no Rio Grande do Sul.

O Rio Grande do Sul é um produtor histórico de arroz. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estado foi a unidade federativa brasileira que mais produziu arroz em 2022, com uma safra de 7.671.078 toneladas.

Desde o início da semana passada, as fortes chuvas afetaram 388 municípios gaúchos, de acordo com o último balanço divulgado pelo governo. Até agora, foram confirmadas 90 mortes, além de 132 desaparecidos e 361 feridos.

PLANTÃO DE INFORMAÇÕES

Aconteceu algo e quer compartilhar? Envie para nós!

Estamos nas redes sociais
Coloque o seu melhor e-mail e receba nossas atualizações

Ao repostar nosso conteúdo, dê os devidos créditos.